AGRICULTURA FAMILIAR

Famílias de Quixeramobim produzem cheiro verde e tomate com energia solar

segunda-feira, 4 de outubro de 2010


A Coelce desenvolve a iniciativa que beneficia famílias da Associação da União dos Moradores de Poço Grande

Famílias do município de Quixeramobim, no Sertão Central do Ceará, estão irrigando plantações de cheiro verde e tomate com equipamentos movidos à energia solar. É mais um projeto do Programa Luz Solidária, da Coelce. Atualmente, estão sendo beneficiadas 17 famílias que fazem parte da Associação da União dos Moradores de Poço Grande.

O projeto "Uso de energia solar associada à energia rural irrigante em pequenas unidades de produção", desenvolvido pela distribuidora de energia, foi concebido para a irrigação, por gotejamento, de 2.000m² de área plantada de cheiro verde e tomate, protegida com telado, o que minimiza a agressão de agentes externos na produção, reduzindo assim a utilização de defensivos agrícolas.

Além da área com o telado de proteção para as hortaliças, há também um viveiro de mudas para a renovação das safras e dois tanques com biofertilizantes para adubação da produção. Para a irrigação da área, foi instalado um sistema de energia solar fotovoltaica que consiste em dois pontos de geração de energia com seus respectivos bombeamentos.

Ao final da construção e da montagem do sistema de bombeamento, foram feitas as medições e os testes de operação. Eles mostraram que o sistema está produzindo a vazão de 257 litros por hora, atendendo plenamente à necessidade da área irrigada. Ao todo, a Coelce investiu R$ 55.587,20 no projeto. Desses, R$ 13.100,00 foram para o sistema de energia solar.

Entre os fatores motivadores destacados pela companhia estão o apoio à comunidade rural tendo, em vista a real possibilidade de geração de renda; o estudo e a aplicação de novas tecnologias; e o uso de energia limpa. "Agora, vamos avaliar os resultados da produção e garantir a operacionalização do sistema de energia solar fotovoltaico", afirma o presidente da Coelce, Abel Alves Rochinha.

Como tudo começou

A iniciativa da Coelce é resultado de uma demanda antiga da região. No fim de 2009, a distribuidora recebeu a visita da Secretaria Municipal de Agricultura de Quixeramobim, que demandava projetos na região. Um deles atendia à Comunidade de Poço Grande, que já se encontrava constituída como associação organizada. Tratava-se da necessidade de uma solução para a irrigação de hortaliças de pequeno porte (agricultura familiar).

Até então, a comunidade fazia a irrigação utilizando o sistema convencional de abastecimento de energia elétrica. Porém, em 2009, o transformador que alimentava a bomba de corrente alternada, de propriedade da comunidade, foi roubado, obrigando os agricultores a obter água para a irrigação por meio do sistema convencional de fornecimento de água municipal, resultando na elevação do consumo de energia elétrica e, conseqüentemente, dos custos de produção.

Em fevereiro deste ano, aproveitando a oportunidade do surgimento do "Luz Solidária", a Coelce tratou de incluir um projeto de irrigação para a comunidade.

Para entender mais sobre o projeto, veja a ilustração abaixo:

EnergiaSolar


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Luz Solidária

O programa Luz Solidária visa promover a geração de renda em comunidades com baixos índices de desenvolvimento socioeconômico do Ceará com a participação de consumidores. Para poderem usufruir dos benefícios do programa, os clientes da Coelce destinam recursos aos projetos cadastrados que, por sua vez, são utilizados para a formação de grupos produtivos em diversas comunidades cearenses, entre os quais, padarias comunitárias, hortas protegidas, fábricas de vassouras feitas a partir de material reciclável etc.

Os benefícios vão além da geração de renda. O programa Luz Solidária também contribui para a cultura do consumo consciente e para a preservação ambiental. Quando o cliente da Coelce adquire um equipamento eficiente por meio do Programa Luz Solidária, ele passa a integrar uma parcela da sociedade que usa energia elétrica de maneira eficiente, pois todos os aparelhos têm a garantia de baixo consumo de energia elétrica dada pelo Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel).

Ao entregar o equipamento usado, o cliente também tem a garantia da destinação correta do resíduo gerado a partir do descarte correto do aparelho. Isso evita a contaminação do meio ambiente por gases, plásticos e outros resíduos gerados.


Para mais informações:

Gerência de Comunicação - Coelce
gercom@coelce.com.br


Mais Notícias
  • ARCE 0800 727 0167       ANEEL 167